É tempo de visitar a casa do Pai

“E porque essas revelações eram extraordinárias, para que não me enchesse de orgulho, foi-me dado um espinho na carne, um anjo de Satanás, para me ferir, a fim de que não me orgulhasse. A esse respeito, três vezes pedi ao Senhor que o afastasse de mim. Mas Ele respondeu-me: «Basta-te a minha graça, porque a força manifesta-se na fraqueza.» De bom grado, portanto, prefiro gloriar-me nas minhas fraquezas, para que habite em mim a força de Cristo. Por isso me comprazo nas fraquezas, nas afrontas, nas necessidades, nas perseguições e nas angústias, por Cristo. Pois quando sou fraco, então é que sou forte.”
2 Cor 12, 7-10

Ainda estamos muitos de nós em férias, num tempo propicio para retemperar forças, colocar as várias dimensões da nossa vida em perspectiv, redefinir prioridades.
Quais são as nossas fugas?
Quais são as coisas de Deus que já não dispenso na minha vida?
Quais são as fragilidades que reconheço em mim e até que ponto as conheço e sou capaz de as amar<'

 

Os comentários estão encerrados.