«Bom Mestre, que devo fazer para alcançar a vida eterna?»

Quando se punha a caminho, alguém correu para Ele e ajoelhou-se, perguntando: «Bom Mestre, que devo fazer para alcançar a vida eterna?» Jesus disse: «Porque me chamas bom? Ninguém é bom senão um só: Deus. Sabes os mandamentos: Não mates, não cometas adultério, não roubes, não levantes falso testemunho, não defraudes, honra teu pai e tua mãe.» Ele respondeu: «Mestre, tenho cumprido tudo isso desde a minha juventude.» Jesus, fitando nele o olhar, sentiu afeição por ele e disse: «Falta-te apenas uma coisa: vai, vende tudo o que tens, dá o dinheiro aos pobres e terás um tesouro no Céu; depois, vem e segue-me.» Mas, ao ouvir tais palavras, ficou de semblante anuviado e retirou-se pesaroso, pois tinha muitos bens. Olhando em volta, Jesus disse aos discípulos: «Quão difícil é entrarem no Reino de Deus os que têm riquezas!»
Mc 10, 17-27
Para alcançar a vida eterna – a vida em abundância, não basta cumprir os preceitos da ética cristã: os 10 mandamentos. Lidos à letra, praticamente todos nós os cumprimos. Contudo, o que Jesus nos diz é que para sermos verdadeiramente felizes, não devemos ficar presos a nada, pois segui-lo implica muitas vezes renunciarmos a algo de que dispomos. 
Quais as “riquezas” que acorrentam (bens, hobbies, inteligência/certezas/auto-suficiência, etc.)?

Os comentários estão encerrados.