Os sonhos de José

1.º sonho “O anjo do Senhor apareceu em sonhos a José e disse-lhe: «Levanta-te, toma o menino e sua mãe, foge para o Egipto e fica lá até que eu te avise, pois Herodes procurará o menino para o matar. E ele levantou-se de noite, tomou o menino e sua mãe e partiu para o Egipto.”

2.º sonho “Morto Herodes, o anjo do Senhor apareceu em sonhos a José, no Egipto, e disse-lhe: «Levanta-te, toma o menino e sua mãe e vai para a terra de Israel, porque morreram os que atentavam contra a vida do menino.» Levantando-se, ele tomou o menino e sua mãe e voltou para a terra de Israel.”

3.º sonho “Porém, tendo ouvido dizer que Arquelau reinava na Judeia, em lugar de Herodes, seu pai, teve medo de ir para lá. Advertido em sonhos, retirou-se para a região da Galileia e foi morar numa cidade chamada Nazaré.”S. José  foi a personagem que neste natal mais me ajudou a meditar e a esperar na confiança.

S. José  foi a personagem que neste natal mais me ajudou a meditar e a esperar na confiança.

Os 3 sonhos que teve,  no evangelho, se repararmos, dizem-nos que durante “toda a sua vida” ele escutou atentamente os sinais de Deus, a Palavra, as mensagens… e foi fiel. 
Quando lemos, podemos imaginar que foi um sonho como os nossos e que logo que José acordou obedeceu, agindo prontamente.
Mas provavelmente  houve um tempo de perceber, discernindo, o que Deus lhe quis dizer.
Do sonho resulta  uma contínua espera atenta e disponível… como deve ser a nossa.
Isto diz-me que é muito importante esta contínua disposição interior de escuta/acção. 
Reparamos também que sempre se “levantou” do lugar onde estava.
Muitas vezes custa-nos desinstalar e outras tantas custa-nos aceitar a rotina, as relações difíceis, as dificuldades.
José ensina-nos a acreditar nas mudanças, com esperança.

Na vigília de Natal da comunidade ofereciam-nos num cestinho as diversas figuras do presépio com uma pequena passagem da Bíblia e antes de me chegar, eu pedi muito que fosse José, o meu presente… e foi mesmo!!
E a Palavra  foi esta, do 1º sonho deste evangelho.

Senti-me muito emocionada/agradecida/maravilhada  e a vontade que fica é de guardar esta experiência tão forte, esta Vida que tenho nas mãos, a meu cargo.
A nosso cargo, sim, porque a Vida, a experiência que vivemos de salvação  é muito frágil e os Herodes são muitos, esses que nos tentam roubar a paz e o pior são essas vozes interiores: impaciência, intolerância, agressividade de palavras…falta de oração e de espera atenta e activa aos sinais.
Peçamos ao Senhor um ano cheio desta atenta e simples obediência aos sinais de Deus e tudo fluirá com muito amor por trás.

Os comentários estão encerrados.