Uma nova estrela apareceu

Tendo nascido Jesus na cidade de Belém, na Judeia, no tempo do rei Herodes, alguns magos do Oriente chegaram a Jerusalém e perguntaram: «Onde está o Rei dos judeus recém-nascido? Nós vimos a sua estrela no Oriente e viemos para Lhe prestar homenagem». Ao saber disso, o rei Herodes ficou alarmado, assim como toda a cidade de Jerusalém. Herodes reuniu todos os sumos sacerdotes e os doutores da Lei e perguntou-lhes onde o Messias deveria nascer. Eles responderam: «Em Belém, na Judeia, porque assim está escrito por meio do profeta: “E tu, Belém, terra de Judá, não és de modo nenhum a menor entre as principais cidades de Judá, porque de ti sairá um Chefe, que vai apascentar Israel, meu povo”». Então Herodes chamou secretamente os magos, e investigou junto deles sobre o tempo exacto em que a estrela havia aparecido. Depois, mandou-os a Belém, dizendo: «Ide e procurai obter informações exactas sobre o Menino. E avisai-me quando O encontrardes, para que também eu vá prestar-Lhe homenagem». Depois de terem ouvido o rei, partiram. E a estrela, que tinham visto no Oriente, ia adiante deles, até que parou sobre o lugar onde estava o Menino. Ao verem de novo a estrela, os magos ficaram radiantes de alegria. Quando entraram na casa, viram o Menino com Maria, sua Mãe. Ajoelharam-se diante dele e prestaram-Lhe homenagem. Depois, abriram os seus cofres e ofereceram presentes ao Menino: ouro, incenso e mirra. Avisados em sonho para não voltarem a Herodes, regressaram à sua terra, seguindo por outro caminho.
Evangelho segundo São Mateus, capítulo 2, versículos 1 a 12


Bom dia, Pai. Já me puseste tantas pessoas nas minhas mãos… Como amá-los? Como ajudá-los a alcançar a felicidade que merecem?

Onde está o rei dos Judeus que acaba de nascer? Vimos a sua estrela e viemos adorá-Lo
Ajuda-os, meu filhote, a tomarem consciência das realidades que estão a viver e das realidades que podem viver, como os Reis Magos tomaram consciência da importância que Jesus podia ter nas suas vidas. Quantas pessoas têm as suas almas fechadas entre quatro paredes, quando há um mundo que está ao seu alcance! Muitas vezes não se dão conta das realidades que vivem ou de que podem viver mais do que vivem. Ajuda-os a ter esta consciência e ficarão cheios de alegria, porque novas perspectivas encontrarão para as suas vidas.

Vejo, Pai que é também necessário decidir ir por esse novo caminho – “regressaram à sua terra, seguindo por outro caminho”.
Quantas vezes resisto e não acredito ou, simplesmente, não quero ir por esses caminhos. Pela nossa história e pelo que vimos à nossa volta, já não acreditamos naquilo que intuímos e já não seguimos a estrela que brilha discretamente no céu dos nossos corações. Fica-nos o desejo, a insatisfação mas não damos o primeiro passo para uma nova vida. Vejo também que sou muito frágil e que à menor coisa me afasto daquilo que quero ardentemente viver.

Ajuda-me a seguir as intuições que vais pondo no meu coração, a ser fiel, a ter a humildade de reconhecer quando me afasto do teu caminho e a voltar a Ti. Ajuda-me a traçar caminhos de vida para que outros os possam percorrer. Para isto, necessito de ir às fontes da esperança e do amor. Ajuda-me a perceber e a entender o Teu filho, Jesus, que acabou de nascer. Ajuda-me a ser uma estrela no céu, pequena, com luz intermitente, mas que, mesmo assim, ajude os outros a encontrar paz, esperança e amor nas suas vidas.

Os comentários estão encerrados.