Comentários estão desligados para este conteúdo

Minha razão és Tu

    RÉ                    SI-
Me aproximo a Ti, respiro paz
SOL                        LÁ
e em silêncio surge uma pergunta: 
   RÉ  FÁ#        SI-    
Porquê? que estás aí?
          LÁ                      RÉ
Pequeno e frágil, te aproximas de mim
         FÁ#              SI-
eu não entendo, diz-me porquê.  

                               LÁ
Minha razão és Tu, Tu o meu porquê.
SI-                  RÉ LÁ
Olha-Me, entre essas palhas,
      FÁ#         SI-
Feito criança por ti,
RÉ          LÁ
Olha-Me num pedaço de pão
        SOL          LÁ
E nessa cruz, estou somente por ti.

Que tenho eu para que Tu
junto á minha porta passes noites frias de ingratidão?
Porquê manhã após manhã,
não perdes a esperança e permaneces fiel,
se a minha resposta é um "talvez"?  

Que mais dizer? Talvez calar..
A um Deus tão pobre eu não posso abandonar.
Senhor, eu quero abrir,
querido hóspede, o meu coração  para ti.
Toma a minha vida,
a minha liberdade...

Autoria: Família Missionária Verbum Dei
Intérprete: Familia Missionária Verbum Dei

Os comentários estão encerrados.