Comentários estão desligados para este conteúdo

O Pescador da Galileia

SOL (MI-) DÓ RÉ SOL 
Ó pescador do lago da Galileia 
DÓ (LÁ7) RÉ 
Deixa o teu barco na areia e vai homens pescar 
SOL (MI-) DÓ RÉ SOL 
Ó pescador do lago da Galileia 
RÉ SOL 
Deixa o teu barco na areia e vai homens pescar 
DÓ (DÓ-) SOL (MI-) LÁ LÁ- SI- 
E tu, sonhador, de não importa donde 
DÓ RÉ SOL (MI-) DÓ RÉ SOL 
Deixa tudo e responde, o Mestre está-te a chamar 
DÓ RÉ SOL (MI-) DÓ RÉ SOL 
Deixa tudo e responde, o Mestre está-te a chamar.

SOL MI- DÓ LÁ RÉ 
Na manhã fresca de boa pesca Jesus passou, 
SOL MI- DÓ LÁ RÉ 
E ao pescador madrugador chamou, chamou: 
SOL SOL7 DÓ 
Quero que deixes a rede, os peixes, a praia, o mar. 
LÁ- RÉ DÓ RÉ 
Daqui em frente tu vais somente homens pescar 

Naquele cais da Galileia deixou os pais 
Deixou a areia e foi pescar a outro mar. 
Um a um muitos, alegres, juntos os pescadores 
Foram pescar a outro mar peixes melhores. 

No mar do mundo, no mar sem fundo, no mar em flor, 
Houve uma festa, houve uma pesca, pesca de amor. 
Ei-los cantando no mar dançando os pescadores 
Madrugadores na barca cheia da Galileia. 

Ei-los que vão aos mares todos pescando à mão 
E de outros modos, pesca de luz que ao céu conduz. 
Esta é a festa, esta é a pesca da Santa Igreja, 
Pesca ditosa, miraculosa, bendita seja!
Autoria: Adelino Pereira e Mário Silva, OFM

Os comentários estão encerrados.