Família Missionária Verbum Dei - Comunidade de Lisboa

> Pistas de oração diárias "Quem ama a Deus, ame também o seu irmão!"

"Quem ama a Deus, ame também o seu irmão!"

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

"Se alguém disser: «Eu amo a Deus», mas tiver ódio ao seu irmão, esse é um mentiroso; pois aquele que não ama o seu irmão, a quem vê, não pode amar a Deus, a quem não vê. E nós recebemos dele este mandamento: quem ama a Deus, ame também o seu irmão."

"É nisto que em nós o amor se mostra perfeito: em estarmos cheios de confiança no dia do juízo, pelo facto de sermos neste mundo como Ele foi.
No amor não há temor; pelo contrário, o perfeito amor lança fora o temor; de facto, o temor pressupõe castigo, e quem teme não é perfeito no amor.
Nós amamos, porque Ele nos amou primeiro.
Se alguém disser: «Eu amo a Deus», mas tiver ódio ao seu irmão, esse é um mentiroso; pois aquele que não ama o seu irmão, a quem vê, não pode amar a Deus, a quem não vê. E nós recebemos dele este mandamento: quem ama a Deus, ame também o seu irmão." 
 

1ª Jo, 4. 17-21

Esta é uma das leitura que me tem acompanhado desde o ultimo retiro que fiz no ano passado - retiro de Natal 08. É uma leitura que tem marcado positivamente todos os meus dias. Digo positivamente porque, não só se torna muito concreta na minha maneira de viver os meus dias, como me dá uma prespectiva cada vez mais realista e efectiva de como amar a Deus e amar os meus irmãos.

João, no versículo 20, diz-nos: "Se alguém disser: «Eu amo a Deus», mas tiver ódio ao seu irmão, esse é um mentiroso; pois aquele que não ama o seu irmão, a quem vê, não pode amar a Deus, a quem não vê."
Estas palavras podem parecer evidentes, corriqueiras ou até banais, mas para mim são palavras que vão transformando efectivamente a maneira como olho os meus irmãos e o mundo. Digo efectivamente porque se transformam em actos concretos de Amor atraves destas perguntas: Como posso dizer que amo a Deus, aquele que não vejo, se não sou capaz de amar aquele, que vejo, e que está ao meu lado?
Como posso dizer que acredito que Deus é Esperança, Alegria e Amor, quando as minhas atitudes para com os "meus irmãos", ou para comigo mesma, são de desesperança, tristeza e egoismo? Como posso dizer que amo a Deus e deixo de lado aqueles que Ele vai colocando à minha frente, no meu caminho?
 
Confesso que não me é fácil responder prontamente com atitudes de amor, alegria e esperança, mas não quero ignorar estas palavras sábias que têm dado vida e alento aos meus dias: "Quem ama a Deus, ame também o seu irmão!"
 
Que seja sempre positivo e efectivo esse Amor que Deus nos convida a viver!

 

Rezar com a Palavra